A+

A-

Atendimento de Segunda a Sexta das 08:00 às 11:30 e das 13:30 às 17:00 horas.

(51) 3789.1311 / (51) 3789-1559 e Fax: (51) 3789-1546

Atendimento de Segunda a Sexta - Feira
08:00 às 11:30 e das 13:30 às 17:00 horas.

(51) 3789.1311 / (51) 3789-1559
 Fax: (51) 3789-1546

NOTÍCIAS

Voltar

Sede nova do Sicredi, em Lajeado

2017-08-11

A Cooperativa de Crédito Sicredi Vale do Taquari inaugura hoje, na Av. Piraí, bairro São Cristóvão, a sede própria. Em construção fazia dois anos, o prédio de 8,4 mil metros quadrados chama a atenção de quem passa e tornou-se motivo de expectativa para empresários locais.

Os mais de 60 funcionários que irão trabalhar na cooperativa são alvo, principalmente, dos donos de restaurantes, lancherias e farmácias do bairro.

No fim de 2015, com a abertura da Unimed, eles já sentiram impacto no movimento, com a chegada de mais de 300 pessoas. E agora, com a instalação da Sicredi, aguardam novo aumento.

É o caso de Cristian Henrique da Silva, proprietário de uma lancheria. Faz cerca de dois anos, ele instalou o estabelecimento próximo das cooperativas e afirma que a melhora tem sido evidente.

Prédio de sete andares estava sendo construído há dois. Investimento da cooperativa superou os R$ 32 milhõesPrédio de sete andares estava sendo construído há dois. Investimento da cooperativa superou os R$ 32 milhõesCrédito: Divulgação

Ao meio-dia, chega a servir dez almoços a mais que antes. A clientela é dividida com outros pontos de alimentação.

Como o de Nestor Gudiel. A lancheria que tem como carro-chefe a pizza passou a ofertar outros lanches e faz dois meses começou a servir alaminuta. “Já tivemos uma parceria com eles, conhecem o trabalho da gente, e a expectativa é que aumente mais.”

Ele acredita que a melhora da estrutura do local também auxiliará na prospecção dos novos clientes.

Cerca de 40 deles, funcionários da Superintendência Regional Sicredi (Sureg), já começaram a trabalhar na sede na segunda-feira. Eles dão suporte às 15 agências de 11 municípios.

Outros 23 iniciam o serviço na próxima segunda-feira. Eles abrem as portas da nova agência do São Cristóvão, até então situada na Av. Senador Alberto Pasqualini, a duas quadras da nova sede.

Sede própria após 24 anos

Tanto a Sureg quanto a agência da Sicredi estavam instaladas em prédios alugados. A última sede própria da cooperativa foi deixada em 1993, por questões econômicas e de espaço há 24 anos. Agora, a construção dos sete andares, no São Cristóvão, teve como meta devolver aos associados um espaço próprio, para marcar os 111 anos de existência da cooperativa. “Deixamos um prédio de 80 metros quadrados na época, para agora entregar um cem vezes maior”, ressalta o presidente, Adilson Carlos Metz.

O tamanho e a tecnologia do complexo fazem parte de um novo conceito da cooperativa, que visa dar mais aconchego aos clientes. Além disso, o espaço propiciará a valorização do atendimento. “Esse é o nosso jeito, e não podemos deixá-lo de lado. Precisamos continuar atendendo bem as pessoas.” A grandeza do complexo, para ele, é um reflexo das atuais condições da Sicredi. Com 51 mil associados e um patrimônio líquido de mais de R$ 150 milhões, a cooperativa é um exemplo a ser seguido.

“Não é só apenas a inauguração de um prédio, mas a comemoração de um marco. Demonstra que pessoas organizadas, com capacidade e honestidade, podem fazer as coisas darem certo.” A proximidade com a cooperativa voltada à área da saúde era o laço que faltava para novas parcerias. A rústica anual da Unimed agora também será feita pela Sicredi. Outras ainda estão em planejamento. “Esse local será o símbolo do cooperativismo. Que a força da união das pessoas faz a diferença”, enfatiza Metz.

Inauguração

Os eventos de abertura da nova sede iniciaram na quarta-feira, com apresentação do local aos colaboradores. Ontem, foram recebidos os coordenadores de núcleo e conselheiros, e hoje a cerimônia será voltada à imprensa e autoridades. Mais de 300 pessoas são esperadas para o evento, que ocorre no auditório do prédio. Associados serão recebidos a partir da próxima segunda-feira. Eles poderão fazer uma visita guiada pela estrutura, que custou R$ 32,5 milhões, e ainda conta com memorial e estacionamento para mais de 120 carros. (Fonte: Jornal A Hora)