A+

A-

Atendimento de Segunda a Sexta das 08:00 às 11:30 e das 13:30 às 17:00 horas.

(51) 3789.1311 / (51) 3789-1559 e Fax: (51) 3789-1546

Atendimento de Segunda a Sexta - Feira
08:00 às 11:30 e das 13:30 às 17:00 horas.

(51) 3789.1311 / (51) 3789-1559
 Fax: (51) 3789-1546

NOTÍCIAS

Voltar

Daer paralisa asfalto perto do término

2017-08-11

Reiniciada no começo do ano, a pavimentação asfáltica da ERS-421 foi interrompida. Há cerca de um mês, logo após as chuvas de maio e junho, as máquinas da Construtora Giovanella não trabalharam mais no acesso. Restariam dois quilômetros para a conclusão da obra, que faz ligação com Forquetinha.

O vice-prefeito, Paulo Aroldi, afirma que, segundo o Daer, a retomada ocorreria em breve, após mudanças pontuais no projeto inicial da obra.

Porém, conforme nota repassada ontem pela autarquia à reportagem, não há previsão para o reinício. O Daer confirmou a necessidade de modificações no projeto, mas não especificou quais seriam. Apenas citou que o assunto está sendo discutido pelo departamento em conjunto com a empresa responsável pela execução, a STE Engenharia.

O Daer ainda informou que, além dessas reformulações, será preciso retirar alguns postes de luz. Na quarta-feira, uma equipe de topografia da STE estava na rodovia. De acordo com um funcionário da empresa, eles fazem o novo traçado do trecho, devido ao desmoronamento de uma ribanceira. A estrada estaria comprometida pela falta de solo firme. Será necessário o uso de explosivos para avançar sobre as rochas e formar o novo trajeto. As erosões causadas pelas chuvas também são um problema.

Desmoronamento de uma ribanceira, após as chuvas do mês passado, foi o motivo para o Daer reformular o traçado Desmoronamento de uma ribanceira, após as chuvas do mês passado, foi o motivo para o Daer reformular o traçado

Para Aroldi, se a obra estiver concluída até o fim do ano, será um grande feito. Ele acredita que a pavimentação impulsionará a economia local, por meio da integração nas áreas avícola e leiteira, e também pelo transporte de madeira. Além disso, o acesso asfáltico propiciará a efetivação do plano de turismo, facilitando a chegada de pessoas de outras cidades.

Representantes da empresa não quiseram se pronunciar sobre o assunto.

Medo da rodovia

Enquanto isso, os moradores e visitantes da cidade continuam com receio de passar pela via. Os recentes desmoronamentos e a falta de barreiras nas laterais do trecho em obras causam temor aos motoristas. Faz cerca de dois anos que o vendedor Amauri Padichollo, 25, passa no local pelo menos uma vez por semana, a trabalho ou lazer, e já não suporta mais sofrer com os percalços da estrada.

Se não fosse essa parte da estrada, até os fretes para Sério ficariam mais baratos.” – Amauri Padichollo, vereador

O nevoeiro típico deste período do ano deixa as curvas ainda mais perigosas.“Não há proteção nenhuma nessas ribanceiras. Há apenas a sinalização de cones, que não vão segurar um carro se acontecer algum acidente”, comenta. No perímetro já asfaltado, a estrutura é boa e possibilita o trânsito sem maiores problemas. “Se não fosse essa parte da estrada, até os fretes para Sério ficariam mais baratos. Além disso, auxiliaria muito no desenvolvimento das cidades.”

Histórico

Licitado pela primeira vez em 1998, o projeto previa o asfaltamento de um trecho com pouco mais de 22 quilômetros. Desse total, 80% foi entregue. No início do ano, restavam 4,3 quilômetros para concluir a ligação. Conforme o Estado, cerca de R$ 5,5 milhões serão investidos na pavimentação do local.

 

Ligação com Boqueirão

No trecho da ERS-421, que liga Sério a Boqueirão do Leão, as obras prosseguem. No início do ano, haviam 7,3 quilômetros a serem feitos, de um total de 21,6. Hoje, são cerca de cinco. A parte de terraplanagem já está concluída em quase todo o trecho, chegando ao entroncamento com a ERS-422. Conforme divulgado pelo Daer, serão investidos no acesso cerca de R$ 11 milhões, financiados pelo BNDES. A previsão de conclusão da obra é para o fim deste ano. (Fonte: Jornal A Hora)